Etapa de Planejamento

Após o diagnóstico, na qual foi analisada a situação atual da TIC na organização e identificadas as necessidades de TIC, inicia-se o 3º e último subprocesso da elaboração do PDTIC: o Planejamento.
Este subprocesso é caracterizado por planejar o atendimento das necessidades, estabelecendo os planos e as ações adequados para o alcance dos objetivos esperados. Para isto, contempla-se atividades relacionadas à priorização das necessidades e planejamento de metas e ações, abrangendo aspectos de pessoal, orçamento e riscos.
Um dos principais artefatos produzidos nesse subprocesso, e muito importante para todo o processo de Elaboração do PDTI, é o Plano de Metas e Ações. Nele constam informações sobre os indicadores, os responsáveis, os prazos e recursos (humanos e orçamentários) a serem utilizados pelas ações. No momento de iniciação dos projetos derivados dessas ações constantes no PDTI, pode ser utilizada a Metodologia de Gerenciamento de Projetos do SISP (MGP-SISP).
Ao final desse subprocesso, a minuta do PDTI é consolidada pela Equipe de Elaboração do PDTI, aprovada pelo Comitê de TI e publicada pela Autoridade Máxima.
Neste subprocesso de planejamento, a execução de grande parte das atividades compete à Equipe de Elaboração do PDTI. O Comitê de TIC também atua, porém especificamente para realizar a atualização dos critérios de priorização, para a aprovação dos planos e, por fim, para a aprovação da Minuta do PDTI. A última atividade deste planejamento, a publicação do PDTI, compete à Autoridade Máxima.
As atividades que compõem o subprocesso de planejamento são:

1.3.1 Atualizar critérios de priorização;
1.3.2 Priorizar as necessidades inventariadas;
1.3.3 Definir metas e ações;
1.3.4 Planejar ações de pessoal;
1.3.5 Planejar orçamento das ações do PDTIC;
1.3.6 Identificar os fatores críticos de sucesso;
1.3.7 Planejar o gerenciamento de riscos;
1.3.8 Consolidar a Minuta do PDTIC;
1.3.9 Aprovar a Minuta do PDTIC;
1.3.10 Publicar o PDTIC.

Fonte: Guia de PDTIC do SISP versão 2.0